Domingo
21 de Julho de 2024 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Sistema de reconhecimento facial será destaque na 24ª Reunião de Projetos de TIC*

Publicado em 13/06/2024 Foto: Banco de Imagens do CNJ   O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) abriu consulta on-line para definição de projeto a ser abordado durante a 24ª Reunião de Apresentação do Portfólio de Programas e Projetos de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), prevista para segunda-feira (24/6), às 15h. O prazo para manifestação dos representantes de tribunais que participarão do evento virtual se encerrará na sexta-feira (14/6), e o registro da preferência pode ser feito por meio de formulário on-line. Os interessados poderão escolher entre três projetos: o Novo Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento (Novo SNA); o Domicílio Judicial Eletrônico; e o Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP 3.0). A reunião também será oportunidade para melhor conhecimento do Sistema de Apresentação Remota e Reconhecimento Facial (Saref), criado para trazer, por meio da Plataforma Digital do Poder Judiciário (PDPJ-BR), praticidade, segurança e economia no comparecimento remoto em juízo. A reunião também será oportunidade para melhor conhecimento do Sistema de Apresentação Remota e Reconhecimento Facial (Saref), criado para trazer, por meio da Plataforma Digital do Poder Judiciário (PDPJ-BR), praticidade, segurança e economia no comparecimento remoto em juízo. Entre as opções de escolha para definição do projeto sob foco na reunião, o Novo SNA é iniciativa que busca a evolução do sistema atual para os padrões da PDPJ-BR. Quanto ao Domicílio Judicial Eletrônico, o objetivo é centralizar comunicações processuais eletrônicas de toda a justiça brasileira. Por fim, o BNMP 3.0 é atualização da ferramenta de gestão do cumprimento de ordens judiciais que envolvem pessoas sujeitas a processos criminais a fim de atender diretrizes recentes, conforme previsto na Resolução CNJ n. 417/2021. “A consulta aberta é feita para que os próprios participantes possam eleger o projeto que desejam obter informações mais detalhadas”, explica o chefe da Seção de Gestão de Projetos e de Processos de TIC do CNJ, Rodolfo Guará. “Desde a primeira reunião realizada neste ano, a ideia tem sido de atingir um público cada vez maior e, principalmente, fora da TI, de forma a pulgar e facilitar a adoção dos produtos desses projetos em todos os tribunais”, diz o responsável pela organização do evento on-line. O Departamento de Tecnologia da Informação (DTI), do CNJ, promove reuniões virtuais com os representantes dos tribunais que atuam com TIC a fim de compartilhar conhecimento, difundir inovações e boas práticas e promover o alinhamento de rotinas de trabalho para, enfim, ofertar atendimento mais seguro e eficiente ao usuário da Justiça. Na edição anterior, a vigésima terceira dessa série de encontros, realizada no dia 29 de abril, os participantes conheceram um pouco mais sobre o Portal de Serviços e sobre o Data Lake, projeto para o fornecimento de informações acerca de metadados e dados estruturados e não estruturados de processos judiciais. A próxima reunião, a vigésima quinta da série, está agendada para 26 de agosto. *Fonte: Agência CNJ de Notícias Compartilhar: Assuntos:CNJ
13/06/2024 (00:00)
Visitas no site:  2922624
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia

Contate-nos

Rua Uruguai,  987
-  Centro
 -  Itajaí / SC
-  CEP: 88302-203
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.